MILLO TRAZ A VIBRAÇÃO DA ARTE DE RUA PARA A ESCOLA DE MODA E DESIGN DE MUMBAI

O magnífico artista de rua italiano Millo foi até o Istituto Marangoni de Mumbai para se reunir com os alunos e falar sobre sua experiência, seu amor pela arte e sobre os segredos de seu sucesso internacional.

É inegável que os artistas de rua estão tendo seu momento na Índia. As pessoas parecem gostar da energia e das cores da arte de rua, e projetos urbanos estão surgindo em todas as grandes cidades do país, ganhando uma grande relevância política e intelectual. Isso é suficiente para colocar cidades como Mumbai e Delhi no mapa global do graffiti.

Enquanto estava na Índia para se juntar aos seus colegas artistas do Mahim Art District de Mumbai no St + Art Festival, no último dia 15 de janeiro de 2019, Francesco Camillo Giorgino, também conhecido como Millo, foi convidado para dar uma masterclass exclusiva no Campus de Mumbai do Istituto Marangoni. Uma das partes da missão da Escola é promover talentos por meio de interações diretas com personagens importantes dos mundos da moda, arte e design, em iniciativas como “Uma conversa com”, que oferecem aos alunos a chance de ver como pode ser seu futuro e, ao mesmo tempo, servem como uma oportunidade para compartilhar e abrir espaço para debates sobre questões importantes relacionadas ao setor. Millo falou sobre sua arte e seus pontos de vista sobre as cidades modernas, contou sobre suas escolhas estilísticas para estudantes empolgados e relatou como ele descobriu o que ele realmente quer dizer através de sua arte.

Millo pinta enormes murais há uma década e se tornou um artista reflexivo e incisivo, capaz de transmitir mensagens fortes de abertura positiva e esperança. Seus trabalhos foram exibidos em famosas galerias ao redor do mundo, de Berlim e Londres, de Chicago a Los Angeles, e ele foi destaque em várias revistas impressas e eletrônicas, incluindo o Huffington Post, o Corriere della Sera e o Art Vibes.

O simbolismo desempenha um papel importante nos trabalhos de Millo. Ele quer que sua arte faça questionamentos. Ele se interessa sobretudo em decodificar o significado oculto por trás de uma obra de arte e se inspira em tudo o que acontece em sua vida cotidiana. Seus murais são caracterizados por linhas simples em preto e branco combinadas com uma pitada de cor, juntamente com fortes elementos arquitetônicos que podem ser associados aos seus estudos de arquitetura no passado. Suas estruturas simples e monocromáticas retratam figuras despretensiosas que traduzem suas próprias ideias ou estado de espírito. Em sua aventura na Índia, como um dos artistas no elenco do St + art Festival de Mumbai, Millo desenhou um garotinho segurando um guarda-chuva em meio a uma tempestade de flores: “É sobre ser feliz em seu pequeno espaço, apenas com seus pensamentos“, disse ele, explicando como ele decidiu homenagear a rica cultura e a diversidade da Índia por meio de sua própria marca de beleza.